Case 2014

Sebrae

AJUDA DIVINA – ANJOS DO BRASIL

A Anjos do Brasil é uma organização sem fins lucrativos de fomento ao investimento anjo e apoio ao empreendedorismo de inovação. Atua em três verticais: Rede de Investidores, Criação de Cultura e Difusão de Conhecimento e Relações Institucionais e Políticas Públicas. Este trabalho acontece desde sua fundação em julho de 2013 e entre as soluções estão a possibilidade de participação da rede de investidores da Anjos do Brasil, empreendedores podem submeter seus projetos para análise e busca de investimentos, workshops e cursos diversos além de eventos para networking e conteúdo.

O foco está voltado para dois públicos: investidores e empreendedores. Para participar como investidor, são exigidos alguns requisitos básicos como experiência profissional de pelo menos 10 anos, tendo exercido cargos de alto nível ou ser/ter sido sócio/proprietário de um negócio (para profissionais liberais é considerado se tiver seu próprio escritório, clinica, consultoria, etc.), capacidade de investir no mínimo R$ 50 mil / ano em startups e que este valor não represente mais do 10% do seu patrimônio além, é claro de gozar de uma reputação ilibada e seguir princípios de ética e transparência nas suas atividades. Ainda como investidor pode-se optar pelas categorias de membro iniciante ou líder.

Já como empreendedor, algumas dicas são bastante relevantes para submeter os projetos: estar bem preparado e saber que investidores anjo não são simplesmente para ajudar, eles querem agregar valor para bons projetos e criar negócios inovadores. Isso requer muita dedicação, estudo e trabalho prévio para ter alguma chance de sucesso. Grandes empreendedores sempre buscam aprender tudo que podem.

Os públicos interessados podem acessar várias ferramentas. O público CURIOSO pode se beneficiar de participar das palestras sobre investimento anjo, quem estiver no estágio de IDEAÇÃO será beneficiado pelo workshop básico sobre investimento anjo e o conteúdo do site e finalmente os que estiverem em fase de OPERAÇÃO E TRAÇÃO vão encontrar conteúdo relevante no workshop intermediário e avançado, no conteúdo do site, na Conferência Nacional de Investimento Anjo e na submissão de projetos para a rede de investidores anjo.

Importante ressaltar que bons negócios não são feitos apenas de boas idéias, na realidade o que interessa é a execução, isto é, a capacidade de transformar uma idéia em um bom negócio e isto requer que os empreendedores estejam bem preparados e capacitados, assim, ler, estudar, pesquisar, conversar e apresentar seu projeto para muitas pessoas antes de enviáa-lo para apreciação é condição fundamental para despertar a atenção de um investidor. Em caso de dúvidas ou incertezas a instituição dispõe de um grupo colaborativo que pode ajudar.
Os critérios de seleção dos projetos seguem algumas condições como:

1. O interessado deve ler com atenção a proposta no site para entender exatamente o que é investimento- anjo e como pode obter investimento- anjo. Recomenda-se fortemente a leitura do livro “Investidor-Anjo – Como Obter Investimento para Seu Negócio” para entender todo processo de preparação e investimento.

2. É necessário ter pelo menos um protótipo ou prova de conceito do produto ou serviço. Se precisar de recursos para fazer isto, é bom consultar algumas Fontes de Financiamento Alternativos.

3. Ressalta-se aqui que os projetos que já estiverem em operação, faturando mais de R$ 1 milhão/ano e/ou estiver procurando investimentos acima de R$ 1 milhão, tambem devem ser encaminhados para Fontes Alternativas de Financiamento.

4. A capacidade de execução de um projeto é mais importante que a ideia/negócio, assim, os envolvidos devem ter os conhecimentos e competências essenciais para transformar ideias em um negócio bem sucedido. É condição básica para os investidores checar a presença e atuação de colaboradores-chave.

5. O sucesso do negócio dependerá mais dos empreendedores (por isto que o investidor é minoritário), assim, você e fundamental um conhecimento aprofundado sobre o assunto proposto pois quanto mais “maduro” estiver, maior as chances de receber investimento e o mesmo dar certo.

Mesmo tendo autonomia sobre a criação das soluções, muitas vezes a instituição lança mão de parceiros do ecossistema de investimento e empreendedorismo que possam contribuir para o aprimoramento de desenvolvimento.